antonio braz
Telefone: (18) 4101-1143 • (18) 3223-9880
Emails: contato@antoniabraz.com.br | antoniabraz@antoniabraz.com.br
Siga: palestraspalestraspalestrante Compartilhe:

Qual a diferença de Quociente Emocional e Quociente de Inteligência?

19/03/18
Qual a diferença de Quociente Emocional e Quociente de Inteligência?

Ainda que todos vivam usando essas duas expressões por aí, será que você sabe a diferença entre quociente emocional e o quociente de inteligência? Duas formas completamente diferentes de entender o ser humano, mas que mesmo assim ainda tem gente que se atrapalha.

E talvez isso não aconteça por maldade, mas por exclusiva falta de conhecimento, ou pior, por não acreditar na veracidade desses dois conceitos. Por isso, o melhor mesmo é mostrar quais as principais diferenças.

O que é quociente emocional?

Popularmente conhecida como inteligência emocional, esse quociente emocional é um conceito relativamente moderno e que passa pelo autoconhecimento que cada indivíduo tem de suas principais emoções. Um caminho que facilita com que todos consigam gerenciá-las.

E isso se estende então para a capacidade de regular aquilo que se está sentindo. Como se conseguisse com uma maior facilidade deixar de lado aquilo que te faz mal e aproveitar como motivador tudo que vem para acrescentar.

O resultado direto disso ainda faz com que essas pessoas com um alto quociente emocional tenham a facilidade de se relacionar com as outras, já que seu repertório de emoções próprias facilita identificar isso nas pessoas ao seu redor. E quanto maior seu QE, mais tudo isso fica fácil de acontecer.

A origem do ter quociente emocional!

Quem popularizou esse conceito foi um psicólogo chamado Daniel Goleman, e entre seus estudos umas da relações que ele apontava é que as pessoas com um QE mais elevado, geralmente estão em posições de sucesso.

A ideia é que o controle de suas emoções permitia que essas pessoas tomassem decisões menos baseadas em suas emoções e mais na racionalidade de cada situação.

O quociente de inteligência (QI) mede em cada um a capacidade de raciocinar, aprender e correlacionar caminhos e opções em uma opção melhor, mas isso tudo envolvendo tudo aquilo que é externo, que é aprendido.

O QE faz a mesma coisa, mas com o lado de dentro de cada um, ajudando a entender melhor o que se passa com nossos pensamentos e emoções e ajudando cada um a encontrar as melhores soluções sem apenas “pensar com o coração” ou “deixar ser levado pelo fígado”. O astro aqui, assim como no QI, pode voltar a ser o cérebro.

Gostou? Então Compartilhe com seus amigos:
 
Comentários:
 
 
Últimos Artigos
News
Cadastre-se e receba informativos
VEJA UM VIDEO
 
Últimos Artigos
Palestras
Facebook
 
Siga: palestraspalestrantepalestrantes Compartilhe:
 
 

 
palestras © 2012 todos os direitos reservados
Web Design