antonio braz
Telefone: (18) 4101-1143 • (18) 3223-9880
Emails: contato@antoniabraz.com.br | antoniabraz@antoniabraz.com.br
Siga: palestraspalestraspalestrante Compartilhe:

O que são as constelações sistêmicas?

20/07/18
O que são as constelações sistêmicas?

Novos conceitos quase sempre são motivo de insegurança e falta de conhecimento. E com as constelações sistemáticas não poderia ser diferente. Por isso é bom tentar entender o que é isso e como funciona.

E o primeiro passo é tentar compreender que a proposta é seguir a ideia inicial do psicoterapeuta alemão Bert Hellinger e entender que existem padrões que podem ser pesquisados e identificados. Padrões que nos ajudam a entender nossos problemas.

Não um passe de mágica, mas um processo de autoconhecimento que precisa de trabalho e vontade.<;p>

Entenda então o que são as constelações familiares.

As Constelações Sistêmicas podem mudar sua vida

Não existe ninguém que não seja complexo. Todos possuem características e profundidades que precisam ser desbravadas e entendidas para que as portas de nossa autoconsciência sejam abertas.

A ideia aqui traçar esses padrões através de sistemas familiares que precedem alguns lados de nossa consciência, mas que influenciam nosso presente através do passado. E se você não conseguir entender e usar isso a seu favor, o resultado pode ser prejudicial para seu futuro.

A ideia de Hellinger é que muitos sintomas e comportamentos que temos hoje podem ser o reflexo de similaridades com situações, traumas e relações que outros familiares já apresentavam, mesmo que não tenhamos a consciência disso.

Como se houvesse uma houvesse uma “consciência de clã” muito mais primitiva e forte do que podemos controlar. E é ela que guia o que ele chamou de “ordens do amor”.

Constelações Familiares Sistêmicas e as Ordens do Amor

Hellinger apontava que cada pessoa é regida por essas três “ordens”. A primeira delas é essa necessidade de estar inserido em uma comunidade maior, a obrigação de pertencer a um clã, ou como a maioria prefere pensar, uma família.

A segunda ordem diz respeito ao modo como cada um precisa equilibrar o dar com o receber, principalmente nesses relacionamentos familiares, mas também se estendendo para um grupo.

Por fim, a ideia simples de que é necessário respeitar uma hierarquia dentro desse grupo, família ou clã. Um posto que os anos vão galgando para todos, ao mesmo tempo que se respeita esse posicionamento social.

Gostou? Então Compartilhe com seus amigos:
 
Comentários:
 
 
Últimos Artigos
News
Cadastre-se e receba informativos
VEJA UM VIDEO
 
Últimos Artigos
Palestras
Facebook
 
Siga: palestraspalestrantepalestrantes Compartilhe:
 
 

 
palestras © 2012 todos os direitos reservados
Web Design