antonio braz
Telefone: (18) 4101-1143 • (18) 3223-9880
Emails: contato@antoniabraz.com.br | antoniabraz@antoniabraz.com.br
Siga: palestraspalestraspalestrante Compartilhe:

O levante do empreendedorismo feminino e a luta que temos pela frente

21/10/2015

A maior parte da população brasileira é composta por mulheres e, mesmo assim, nós ficamos longe dos cargos de poder durante anos, mas engana-se quem acha que a situação continua a mesma. O empreendedorismo feminino tem crescido cada vez mais e o número de mulheres à frente de suas próprias empresas não para de subir.

Seja por necessidade ou oportunidade, o empreendedorismo feminino tem sido um caminho escolhido por boa parte das mulheres. Prova disso é que as pesquisas mostram, ano aós ano, que elas estão tomando este rumo em suas carreiras.

Porém, este é um movimento que tem surgido no mundo todo. Mulheres conquistando cargos de confiança em grandes corporações ou abrindo suas próprias empresas. Muitos dizem que um dos principais motivos é a sensibildade feminina, que permite uma visão diferente do mundo dos negócios.

Sendo este o motivo ou não, a verdade é que essas mulheres encontram muitas adversidades no caminho do empreendedorismo e dos cargos de chefia. Um dos casos mais famosos nos últimos tempos foi Julie Larson-Green. Com mais de 19 anos de experiência na área de tecnologia, ela assumiu o comando do setor do Xbox One na Microsoft e foi vítima de diversos comentários preconceituosos. Muitos deles dizendo que uma mulher não saberia conduzir um setor voltado para jogos.

Julie não é um exemplo de empreendedorismo feminino porque é funcionária de uma empresa, mas é, ainda, um grande exemplo de como mulheres em cargos de chefia ou superiores ainda encontram muitas dificuldades pelo caminho.

Empreendedorismo feminino no Brasil

Apesar do empreendedorismo feminino ter sofrido uma pequena queda no Brasil no último ano, ele ainda continua fortíssimo. Um estudo apresentado pela Serasa Experian no começo de 2015 mostra que existem mais de 5,6 milhões de mulheres empreendedoras no Brasil. Para ter uma noção de como este número é grande, é quase que a metade da população da cidade de São Paulo.

Em termos gerais de empreendedorismo, significa que as mulheres representam 43% dos donos de negócio no Brasil. Cerca de 73% dessas mulheres são sócias de micro ou pequenas empresas. Algo que já vem sendo discutido há muito tempo é que investidores estão buscando o empreendedorismo feminino na hora de abrir suas empresas. Ou seja, buscam mulheres como sócias. Esse último número pode dar uma ideia disso.

Outro dado interessante é que este empreendedorismo feminino está presente em todas as escalas. No MEI, por exemplo, são mais de 1,3 milhão de mulheres!

Apesar deste alto número, ainda existe uma grande luta pela frente para que o empreendedorismo feminino seja algo tão comum e normal para nós que possa ser visto apenas como empreendedorismo.

Gostou? Então Compartilhe com seus amigos:
 
Comentários:
 
 
Últimos Artigos
News
Cadastre-se e receba informativos
VEJA UM VIDEO
 
Últimos Artigos
Palestras
Facebook
 
Siga: palestraspalestrantepalestrantes Compartilhe:
 
 

 
palestras © 2012 todos os direitos reservados
Web Design