antonio braz
Telefone: (18) 4101-1143 • (18) 3223-9880
Emails: contato@antoniabraz.com.br | antoniabraz@antoniabraz.com.br
Siga: palestraspalestraspalestrante Compartilhe:

Tecnologia e humanização: Uma parceria necessária em tempos modernos

04/10/16
Tecnologia e humanização: Uma parceria necessária em tempos modernos

Os ambientes profissionais estão cada vez mais modernos. Cheios de tecnologias que deixam o serviço mais produtivo. Na visão de algumas pessoas, esse pode ser o fim de alguns cargos de trabalho. Na visão de outras, é um futuro excelente onde não precisaremos mais realizar muitas tarefas. Porém, nenhuma das duas estão muito certas. O caminho, na verdade, é chegar a um meio termo.

A tecnologia e a humanização dos ambientes de trabalho são essenciais para o crescimento de espaços corporativos. Essa é uma parceria de sucesso. A melhor que poderia existir para empresas conquistarem resultados mais impactantes.

O primeiro ponto a se levar em consideração é que a tecnologia é programada para executar somente determinada tarefa. Em muitos casos, ela não sabe como reagir diante de certo problema. Por mais que estejamos investindo em inteligência artificial e outras tecnologias, a criatividade e a busca por soluções do homem trazem melhora de qualidade e maior satisfação. Dessa forma, por mais tecnológico que seja o ambiente, é preciso de um humano para trazer estes pontos.

Em muitos ambientes de trabalho, as máquinas e equipamentos aumentam a produtividade e o impacto das ações, porém podem distanciar as relações humanas. Um dos primeiros setores a sentir isso foi o da saúde. O que levou ao Ministério da Saúde criar em 2001 o Programa Nacional de Humanização da Assistência Hospitalar, que se tornou a Política Nacional de Humanização em 2003.

E o setor da saúde reflete bem essa questão. É preciso oferecer o suporte e aparato tecnológico para os pacientes para que recebam os maiores cuidados possíveis com a sua saúde. Porém, é indispensável que tenha um humano oferecendo o suporte pessoal e toda a assistência para a utilização daquele aparelho.

No artigo Tecnologia e humanização em ambientes intensivos, Isaac Rosa Marque e Agnaldo Rodrigues de Souza apontam para estes problemas na enfermagem:

Dar a devida atenção às máquinas não é necessariamente uma ação mecanicista. Entretanto, cuidar de um cliente dependente da máquina é uma ação humana, ainda que tenhamos que pensar também nessa máquina e no sentido que ela tem para nós. [...] Vale destacar que cuidar de máquinas não é um discurso teóricoprático tão absurdo, pois se ela em muitos casos mantém o cliente vivo, isso só é possível porque direta ou indiretamente cuidamos delas também.

Porém, essa discussão não fica apenas no ambiente médico. Uma grande indústria, por exemplo, não pode ter apenas máquinas trabalhando. É preciso ter profissionais que entendam do funcionamento dessas máquinas e do processo de fabricação para que elas efetuem o seu trabalho com mais resultados.

Até mesmo nos grandes escritórios essa relação está acontecendo. Muitas atividades que eram feitas por determinados profissionais, hoje podem ser delegadas aos computadores. Isso aumenta a eficiência da empresa deixando aquele profissional livre para outras tarefas mais produtivas.

A tecnologia e a humanização não são rivais em tempos modernos, mas uma parceria para deixar as produções mais eficientes e as relações mais fortes.

Gostou? Então Compartilhe com seus amigos:
 
Comentários:
 
 
Últimos Artigos
News
Cadastre-se e receba informativos
VEJA UM VIDEO
 
Últimos Artigos
Palestras
Facebook
 
Siga: palestraspalestrantepalestrantes Compartilhe:
 
 

 
palestras © 2012 todos os direitos reservados
Web Design