antonio braz
Telefone: (18) 4101-1143 • (18) 3223-9880
Emails: contato@antoniabraz.com.br | antoniabraz@antoniabraz.com.br
Siga: palestraspalestraspalestrante Compartilhe:

A conquista da licença paternidade para homens e mulheres

18/04/16
A conquista da licença paternidade para homens e mulheres

O aumento da licença paternidade foi muito pautada na mídia há poucas semanas atrás. Segundo uma lei sancionada pela presidente há pouco mais de um mês, amplia de 5 para 20 dias a licença para funcionários de empresas que participam do Programa Empresa Cidadã.

Muito tem se discutido sobre isso nos ambientes empresariais e corporativos. Porém, pouco se fala da parte realmente eficiente. Falamos muito da parte econômica - que é extremamente importante -, mas esquecemos de falar sobre aquela que é a engrenagem principal de toda e qualquer empresa: seus funcionários.

Antes de tudo, é preciso deixar claro que essa não é uma conquista apenas para os homens, mas também para as mulheres. Como expliquei neste artigo, nós ficamos relegadas ao papel de mãe de família durante muitos séculos e conquistamos maior parte de nossos direitos recentemente. Porém, ainda falta uma parte muito importante: entender que o pai também é papel importante na criação de um filho.

Existe uma lenda na sociedade de que o pai deve ser o provedor e a mãe deve ficar em casa para cuidar das crianças, porém, países extremamente avançados já perceberam que isso é realmente um mito e colocam o pai no papel de formador das crianças. A Noruega, Finlândia e Suécia, por exemplo, são os países com melhores condições de licença paternidade pelo mundo.

A Noruega oferece 14 semanas de licença após o nascimento do bebê. Já na Suécia, os pais contam com 12 meses e na Finlândia são 3 semanas. Na Suécia, inclusive, é obrigado que o pai tire, pelo menos, 3 meses da licença paternidade. Isso tudo contribui para que ele seja um funcionário melhor e mais disposto.

Nós acreditamos que os melhores funcionários são aqueles que não tiram férias, trabalham doze horas por dia e que vão trabalhar até mesmo quando estão doentes. Porém, o nosso cérebro precisa descansar um pouco para que possamos trabalhar melhor.

Com maior tempo de licença paternidade, os pais poderão voltar para o trabalho com uma cabeça mais relaxada e deixar mente e corpo trabalharem melhor. A qualidade de vida do funcionário está diretamente ligada à produtividade de seus colaboradores. Não é à toa que empresas de tecnologia como Google e Facebook já perceberam a importância de oferecer mais qualidade para seus funcionários em todas as etapas da vida.

Marck Zuckerberg foi pai recentemente e percebeu a importância de estar por perto neste momento. No fim de 2015, ele anunciou que o Facebook estenderia para todos os escritórios a licença parental remunerada de quatro meses. Essa licença vale para pais, mães e casais homo afetivos. Valendo tanto para recém-nascidos como para adoção.

Essa extensão da licença paternidade se torna, portanto, uma conquista para os homens que poderão aproveitar melhor os seus filhos, para as mulheres que conquistam mais espaço e apoio na sociedade, e para as empresas que terão funcionários mais motivados.

Gostou? Então Compartilhe com seus amigos:
 
Comentários:
 
 
Últimos Artigos
News
Cadastre-se e receba informativos
VEJA UM VIDEO
 
Últimos Artigos
Palestras
Facebook
 
Siga: palestraspalestrantepalestrantes Compartilhe:
 
 

 
palestras © 2012 todos os direitos reservados
Web Design